segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

SPU transfere ilha na costa paulista para caiçaras


video



A SPU (Secretaria de Patrimônio da União), dona constitucional do imóvel, dará à comunidade autorização para ocupar e explorar a ilha.
O documento, que deve ser expedido até fevereiro, vai impedir que a ilha seja alvo de grilagem ou especulação imobiliária de alto padrão.
A ilha tem casas precárias, que abrigam 52 pessoas (16 crianças), espalhadas por trilhas na mata, uma escola e um improvisado píer.
Desde 2010, o governo vem acelerando a concessão do Taus (Termo de Autorização de Uso Sustentável) a grupos tradicionais, mas é a primeira vez que isso beneficia ilhéus. A maioria dos beneficiários são comunidades ribeirinhas em Estados como Amazonas, Pará e Maranhão.
Não há praia na ilha. De Barra do Una, onde é possível alugar barcos, a distância é de 14 km ou 30 minutos.


( Reportagem de TV FOLHA, janeiro, 2011 )


Nenhum comentário:

Postar um comentário