sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Litoral de São Paulo está muito violento - Infelizmente.


Litoral lidera em taxa de homicídios em SP



O litoral é a região com a maior taxa de casos de homicídios dolosos (intencionais) do Estado de São Paulo. Na lista das dez cidades mais violentas do Estado, três ficam lá. Caraguatatuba, no litoral norte, lidera o ranking... O litoral é a região com a maior taxa de casos de homicídios dolosos (intencionais) do Estado de São Paulo. Na lista das dez cidades mais violentas do Estado, três ficam lá. Caraguatatuba, no litoral norte, lidera o ranking. Enquanto o Estado de São Paulo atingiu em 2011 sua menor taxa histórica de homicídios, com 10,05 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, considerando os dados oficiais do governo, o índice no litoral foi de 14,61. Foram 277 homicídios nas 15 cidades do litoral em 2011, dois a mais que em 2010. Santos, maior cidade à beira-mar, conseguiu derrubar o número de assassinatos em 27,8% -de 36 casos em 2010 para 26 no ano passado. Caraguatatuba puxou o índice do litoral para cima, com aumento de 30,3% -43 homicídios em 2011 contra 33 em 2010-, o que levou a cidade ao topo do ranking. Também houve alta em Ubatuba, que passou de 18 para 21 assassinatos, e principalmente Itanhaém, de 12 para 21 homicídios.






Para o delegado-geral da Polícia Civil paulista, Marcos Carneiro Lima, a violência no litoral é influenciada pela ocupação desordenada de grandes áreas na região. "Existem muitos bolsões de pobreza no litoral. E a violência só reduz quando o cidadão vê essa sua realidade transformada para melhor." "O Estado precisa investir em saúde, educação e outros fatores sociais. É preciso deixar claro que pobreza não justifica crime, mas ela o explica", disse o chefe da polícia. MAIS 600 POLICIAIS O comandante-geral da PM, coronel Álvaro Batista Camilo, disse que o litoral teve o reforço de 600 PMs em 2011 e que, a partir da análise dos dados da violência em 2012, a polícia intensificará suas ações naquela região. "É para isso que a PM trabalha com inteligência. Para levar policiamento onde a população mais precisa. E isso vale para todas as regiões."




CAPITAL A capital foi responsável pela maior queda de homicídios, considerado o principal indicador de violência. Em 2010, foram 1.196 casos na cidade. Em 2011, 1.023. No interior, houve pequena queda, de 1.820 casos para 1.818. Já a Grande São Paulo teve alta, de 1.030 para 1.071 assassinatos. Stênio Pierrotti, vice-presidente da Associação Comercial de Caraguatatuba e integrante do Conseg (conselho de segurança) da cidade, disse que a chegada de turistas é a principal responsável pela criminalidade na cidade. "Quando tem excesso de gente acaba tendo excesso de crimes também", afirmou. DINÂMICA URBANA Para o secretário executivo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima, é preciso entender a dinâmica urbana para saber por que a violência é maior no litoral paulista. "Essa violência no litoral se resolve com gerenciamento policial, não somente quando há turistas. Os dados mostram que as mortes são entre residentes", disse.




( Publicado no informativo da Associação dos Advogados de São Paulo, AASP )

Nenhum comentário:

Postar um comentário