domingo, 26 de fevereiro de 2012

O Desenho da Paz -

O DESENHO
DA PAZ ( Inês Lohn )

Olhei
para o infinito
E
por trás de uma árvore gigante
Vi
a sobra de um lindo arco – ires
Com
cores bem cintilantes.

Por
um momento pensei
Que
estava sonhado
Em
ver aquela beleza
Lingando
a terra em outro plano.

Lagrimas,
descerem em meu rosto
E
caíram ao chão
Meu
coração pediu pela paz
E
pelo desarmamento dos canhões.

O
desenho da paz no horizonte
Fez-me
beijar a terra
Com
fé para natureza eu pedi
Pelo
fim de todas as guerras.

A
imagem do arco cintilante
Trouxe-me
grandes esperanças
De
joelhos, a Deus eu pedi
Pelo
futuro de nossas crianças.

Aquele
momento, eu guardei
No
fundo de minha memória
Sei
que o amor é maior
E
sobre a guerra ele tem a vitória.

Vamos
fazer nossa parte
Amar
sem esperar o retorno
Quem
por nós for amado
Um
dia vai amar em dobro.

Que
a bondade não tenha limites
No
nosso percurso na terra
Vamos
espalhar muito amor
E
espantar todas as guerras.

E
que o arco colorido
Leve
para o alto a mensagem
Que
Deus nos escute
E
que nos mande fé e coragem.

Vamos
fazer muito amor
Deixando
rastros de paz na terra
Para
apagar as dores e as cicatrizes
Deixadas
pela maldita guerra.

Autora:
Inês Carmelita Lohn

Nenhum comentário:

Postar um comentário