sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Semana da Arte Moderna - 90 anos.

Semana da Arte Moderna de 1922 -

No último dia 13 de fevereiro se comemorou o aniversário de 90 anos da inauguração da arrojada Semana de Arte Moderna que se realizou na cidade de São Paulo, com esculturas, pinturas expostas nos corredores e salas do Theatro Municipal.

O evento só poderia ser em S. Paulo, a cidade que nasceu à beira de um Colégio, e assim tem vocação natural para cultura e está sempre a frente de seu tempo.

Foram inúmeros os figurantes do evento, inclusive nele estiveram membros do Conselho Editorial do Expresso Vida.

Naquele 13 de fevereiro Graça Aranha, figura um tanto deslocada no grupo, falaria ao público. Dois dias depois, seria a vez de Guiomar Novaes mesclar, ao piano, temas vanguardistas com
obras clássicas, num raro momento de concessão a uma platéia já disposta a vaiar
– o que acabou acontecendo na leitura de Os Sapos, de Manoel Bandeira feita por Ronald
Carvalho (Bandeira estava impedido pela tuberculose).

Finalmente, na sexta-feira, dia de
encerramento daquele “ultraje”, Heitor Villa-Lobos se apresenta de fraque e, nos
pés, um sapato e um chinelo, imediatamente interpretado como ofensivo, quando
não passava de peça necessária para não magoar ainda mais um calo
irritadiço.

Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário