sábado, 25 de fevereiro de 2012

Tortura e violencia -

denúncia de tortura e maus-tratos a internos do Centro de Detenção Provisória
(CDP) de Aracruz, no Norte do estado do Espírito Santo, foi encaminhada ao Tribunal de Justiça do Estado no mês de fevereiro. Em vídeos realizados por um agente
penitenciário do local, e divulgados quinta-feira (23), vários detentos
são colocados em filas, ficam nus e realizam exercícios físicos solicitados por
funcionários.

Segundo o presidente do TJ-ES, o desembargador Pedro Valls Feu Rosa, os presos foram
expostos a situações vexatórias. Como medida administrativa, a Secretaria de
Estado de Justiça (Sejus) afastou três diretores e quatro agentes do CDP do
município. O Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES) e a promotoria de
Aracruz também investigam a situação.
( http://www.teixeiranews.com.br/news2/news.php?id=13192&sess=16 )

Essa é a realidade de um país que se arvora sério. O presidiario quando tiver oportunidade ele cobrará da sociedade a violação de direitos humanos sofrida. O reeducando, nos termos da lei, não será reeducado para voltar a integrar a socieade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário