sábado, 21 de abril de 2012

480 ANOS DE ITANHAÉM !!!




ITANHAÉM EM FESTA !

Conceição de Itanhaém está em festa. Cheio de encanto, recebendo turistas que a visitam o ano inteiro para gozar das praias e das belezas que a circundam, desde o pé da Serra do Mar, no seio da Mata Atlântica até os grotões por onde serpenteiam seus rios, ribeirões,  cachoeiras e lagos, passando por suas encantadoras ilhas e ilhotas de seu tricotado litoral.
Seus encantos ao longo dos anos tem levado inúmeros artistas plásticos para lá se instalarem: Destaca-se Anita Malfati, Antonio Volpi, Tarsila do Amaral, que ali instalaram seus domicílios e letrados, entre os quais, Paulo Bonfim que empresta seu nome à biblioteca municipal. Hans Staden também esteve por lá, assim como os devotos missionários Manoel da Nóbrega e José de Anchieta, antes de subirem a serra do mar e fundarem o Colégio dedicado a São Paulo.
Nâo se tem ao certo quem foram seus fundadores, mas a bucólica vila, tem entre seus filhos, Benedito Calixto de Jesus, historiador, antropologo, pintor e grande pensador, que correu o mundo registrando o nome de sua cidade natal através de seus escritos, telas e infinidade de afrescos.
Conceição de Itanhaém indicam os assentos oficiais a partir de 1625 durante a governança da Condessa de Vimeiros, Mariana de Souza Guerra, herdeira de Martim Afonso de Souza tornou-se cabeça de Capitania, tendo ampla jurisdição desde Cabo Frio ao norte, estendendo-se pelos sertões do Vale do Paraíba e atingindo a Ilha do Mel, ao sul.
Foi durante esse período fausto e poder politico, que Sorocaba, Iguape e Paranaguá foram fundadas por ordem da já donatária da Capitania, como assinalam forais, mapas, sesmarias, e atas das Camaras de São Vicente que registram Taubaté e Pindamonhangaba entre outras tantas vilas, fundadas e desmembradas da Capitania de Conceição de Itanhaém.
Aquela progressista Vila que fora Capital de tão imenso território, seguiu assim sua história, sempre importante no contexto dos acontecimentos de São Paulo e do Brasil.
Foi na Vila de Conceição, como ainda é conhecida pelos mais antigos que em 1888, Beneticto Calixto e outros ilustres personagens da sociedade, criaram a Associação Cultural Gabinete de Leitura, que em poucos anos, já dispunha de acervo de livros, documentos, mapas e promovia espetáculos teatrais, cursos e toda iniciativa voltada para as letras e artes. E a sua Camara de Vereadores comprovadamente é a mais antiga do país.
Oficialmente em 22 de abril é o dia da festa que envolve a cidade e seu povo. Um recanto risonho, ou como consta no seu brasão, Angulus Ridet.
Parabéns Conceição de Itanhaém.

Roberto J. Pugliese
( Em Itanhaém, foi diretor da 83a. subsecção da OAB-SP por dez anos, fundador da Lions CLub Itanhaém Praia, assessor jurídico da Câmara Municipal )
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário