quarta-feira, 18 de abril de 2012

Vagorosamente a América Latina vai ocupando seu espaço. !!!

Governo argentino já tomou controle da YPF, diz agência


Funcionários
do governo argentino tomaram o controle da empresa petrolífera YPF, controlada
pela espanhola Repsol, e substituíram os executivos espanhóis e nativos da
companhia.
A
intervenção foi encabeçada pelo subsecretário de Coordenação do Ministério do
Planejamento da Argentina, Roberto Baratta.
Baratta,
que até hoje o único representante do Estado argentino na direção da YPF,
apresentou uma lista de diretores-executivos que, segundo o governo, devem
renunciar. O subsecretário também ordenou a troca da segurança do edifício,
segundo fontes da petrolífera ouvidas pela agência Efe.


O alto
funcionário argentino se apresentou na
sede da companhia, no bairro portenho de Puerto Madero, minutos depois do
anúncio em cadeia nacional da presidente Christina Kirchner a respeito da
intervenção imediata da YPF, e o envio ao parlamento de um projeto de lei para
expropriar 51% da empresa, que tem participação (57% do capital social) da espanhola
Repsol.
A
presidente decretou que o ministro do Planejamento, Julio de Vido, assuma a
intervenção da companhia, com o auxílio do ministro da Economia, Axel Kicillof.


A
negociação das ações da YPF Repsol foram suspensas na Bolsa de Buenos Aires após
o anúncio da expropriação pelo governo, que declarou a empresa de
"utilidade pública e sujeita à expropriação".

A presidente da Argentina foi
bastante independente, corajosa e vai sofrer aos costumes, grandes retaliações
dos países do primeiro mundo, que não querem, em nenhuma hipótese a
independência energética latino americana.
O Expresso Vida congratula-se com a presidente do país
vizinho.


Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário