sábado, 21 de julho de 2012

A verdade aparece: Havelange, Teixeira ...

Justiça da Suíça libera documentos que podem envolver Ricardo Teixeira e João Havelange em suborno.



Tribunal Superior da Suíça tomou a decisão de tornar público os documentos que detalham os subornos que a empresa de marketing da Fifa, a ISL, recebeu e pagou a cartolas. Segundo a BBC, dois dos cartolas envolvidos seriam Ricardo Teixeira e João Havelange. Com a decisão anunciada  jornalistas suíços poderão ter acesso aos documentos, até hoje mantidos em sigilo.

Em 2010, uma Corte suíça condenou cartolas por terem recebido subornos da ISL em troca de acordos de transmissão de jogos. Mas, na mesma decisão, ficou estabelecido que os nomes dos envolvidos não seria divulgado, já que eles pagaram de volta parte da propina e acertaram um acordo.;

Desde então, a Fifa tem sido pressionada a revelar os nomes dos envolvidos. O Estado apurou que mesmo Teixeira já se preparava para uma defesa, alegando que havia recebido o dinheiro. Mas que os recursos eram para Havelange, seu ex-sogro, e que ele era apenas um "laranja".O próprio Havelange pediu demissão de seu cargo no COI, poucos dias antes da entidade julgar o caso. Com isso, o processo foi arquivado.

Quatro jornais suíços e a BBC entraram então com um recurso para ter acesso aos documentos e o caso chegou ao Tribunal Superior da Suíça. No caso dos jornais locais, não é exatamente o nome de Teixeira que interessa, mas a transparência na Justiça do país.

Pressionado, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, retirou sua oposição e indicou que estaria de acordo com a publicação dos documentos. Mas, em dezembro, um recurso foi apresentado por Teixeira e Havelange, freando sua publicação.

A esperança da imprensa suíça era de que o tribunal autorizasse a publicação pelo menos dos nomes dos envolvidos, até que se soubesse o restante do conteúdo dos documentos. Agora, a Corte estimou que a revelação dos envolvidos é de "interesse público" e que, portanto, o acesso aos documentos será liberado.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter está sendo pressionado a renunciar, visto que sabia de tudo e guardou segredo protegendo os acusados.

Assim exposto agora vem a explicação pelo título desse artigo: A Rede Globo sempre se valeu dos aludidos cartolas para ter mais liberdade e entradas que outras emissoras brasileiras nas entranhas do futebol. A emissora sempre foi beneficiada pelos aludidos cartolas.

Através deles e da Rede plim plim Globo de Televisão o futebol carioca é beneficiado há muitas décadas. Sem esse apoio, não estaria no pódio em que se encontra no âmbito nacional. Clubes devedores aos Poderes Públicos não teriam durante anos, como tiveram, patrocínio de empresas públicas e nem seriam beneficiados pela construção do Engenhão ou usariam o Maracanã como estádio particular. O Botafogo, lamentavelmente já teria sido extinto, dada a má gestão de seus diretores.

Zagallo, o aproveitador de oportunidades, se valendo sempre dos  empurrões e ajudas dos referidos cartolas, quem sabe se quer na Copa de 1958 teria sido o titular da ponta esquerda, deixando para traz o irreverente Canhoteiro e o tímido Pepe... e jamais teria entrado no lugar do Saldanha, derrubando o grande técnico comunista, pela mão dos militares e aquiescência do velho cartola.

Enfim, sem firulas, os cartolas durante anos passaram por bons. Apoiaram escandalosamente o futebol carioca, ajudando em tudo que puderam, em prejuízo ao futebol sério de S. Paulo, dos clubes paulistas e dos demais estados, notadamente Minas Gerais, Bahia, Rio Grande do Sul. Sempre colaboraram com as organizações midiáticas de Roberto Marinho e até mesmo com os militares durante os anos de chumbo.

Chegou a hora da verdade. O Expresso Vida confia que o Ministério Público e a Policia Federal ultimem as providencias indispensáveis e promovam medidas para punir os bandidos que administraram por longa data o futebol mundial e brasileiro.

E por oportuno, parabeniza Juca Kfouri  pela sua persistência em durante tantos e tantos anos afirmar sem medo que Havelange e Ricardo Teixeira eram o que são e sempre foram...

Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br

( fonte = O Estado de São Paulo - Portal ESTADÃO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário