domingo, 4 de novembro de 2012

ESTRADA DE FERRO CAMPOS DE JORDÃO: tragédia.


A ferrovia paulista, com finalidade notoriamente turística, que de Campos de Jordão desce a serra até Pindamonhangaba foi palco de grave acidente que ocorreu por volta das 18 horas de 3 de novembro último.

O acidente, grave, teve mortes e feridos, além dos prejuízos materiais, decorrentes do descarrilamento da composição que descia a Mantiqueira.

Tragédia que merece registro.

O Expresso Vida lamenta profundamente o que aconteceu e assinala que certos absurdos acontecem no país por falta de organização, ausência de autoridade, precariedade de investimentos humanos e financeiros e de um modo geral, a bagunça generalizada implementada pelas autoridades constituídas.

Insta lembrar que na referida ferrovia, havia a litorina que transportava automóveis de passageiros, fazendo o mesmo trajeto. Atualmente desconheço se o serviço permanece.

Também é importante lembrar que a referida companhia, pertence à Fazenda Pública do Estado de São Paulo, não tendo sido englobada na massa privatizante de bens e valores que se deu à época do governo FHC.

Outrora, a aludida empresa, administrava também a exploração da Caverna do Diabo, situada no município de Eldorado, no Vale do Ribeira, distante aproximadamente  500 km. da sua sede.

Enfim, é importante lembrar que os bondinhos de Santa Tereza no Rio de Janeiro sofreram igual acidente há pouco tempo atrás e... NADA ACONTECEU. Ninguém foi responsabilizado.

Só, que lá no Rio e em Sampa, vidas se foram. Prejuízo se deu...

O Expresso Vida lamenta profundamente e abraça cordialmente as vítimas que estão hospitalizadas ou foram atendidas nos hospitais de Santo Antonio do Pinhal, Campos de Jordão e Taubaté, e os familiares daqueles que faleceram, pedindo ao Ministério Público que ultime providencias para responsabilizar as autoridades que deram causa, por ação ou omissão culposa de suas administrações sobre a ferrovia.

Roberto J. Pugliese

( fonte: Folha de São Paulo )

Nenhum comentário:

Postar um comentário