sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Amazonas, copa e crianças!


MENINAS RODADAS SÃO VÍTIMAS DE PEDÓFILOS ( POBRE BRASIL !)


O Amazonas, grande e distante Estado do norte, deve ser outro país ou planeta. Vira e mexe ouvimos notícias que autoridades públicas cometeram abusos dos mais variados, inclusive prostituição e tráfico de menores, pedofilia contumaz, escravidão etc.

Agora, chega a noticia que Josué Rocha, Delegado Geral de Policia Civil daquela unidade da federação proclamou sabiamente que as crianças vítimas de prostituição barata por políticos e empresários não passam de “ meninas rodadas.”

(? )

Falar o que? Comentar o que? Esperar o que da autoridade pública responsável pela segurança, inclusive das crianças, que se pronuncia desse modo...

Foi apurado que meninas indígenas da região mais setentrional do país, a chamada Cabeça do Cachorro, em São Gabriel da Cachoeira, vendem sua virgindade por R$20,00, para terem algum dinheiro. Essa exploração sexual é denunciada publicamente desde 2008.

Entre os envolvidos, denunciados pelas meninas de 13 a 17 anos de idade que prestaram depoimentos, se encontram empresários do comércio, da educação, da construção, donos de hotéis e restaurantes e boates.

A Procuradoria Geral da República pediu a federalização dos inquéritos policiais que estão em andamento à passos de tartaruga dada a influencia dos envolvidos e a fragilidade do poder público.

O cargo de Delegado Geral da Policia Civil é de confiança do governador e  entre outras aberrações, também  causa espécie  que o aludido personagem ainda se mantém no posto.

 
Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br
Autor de Direito das Coisas, Leud
Membro da Academia Itanhaense de Letras.

( Fonte Kátia Brasil, Manaus )

Nenhum comentário:

Postar um comentário