terça-feira, 21 de maio de 2013

Bebes trocados no Acre !

Estado do Acre responsabilizado pela troca de bebês!

O Acre existe é Brasil.

As trapalhadas inconseqüentes que ocorrem com freqüência no Rio de Janeiro, Santa Catarina, Bahia e alhures também ocorrem por lá. Infelizmente.

Recentemente o Tribunal de Justiça do Estado do Acre manteve a condenação do Estado do Acre no valor total de R$ 65 mil, por causa de uma troca de bebês ocorrida na maternidade do Hospital Geral de Cruzeiro do Sul.

A cidade situada na solidão do extremo oeste verde amarelo, esquecida de Brasilia, talvez por essa razão mesquinha, também tem problemas sérios na relação Poder Público sociedade.

O Recurso da Fazenda Acreana não deu em nada.

Trata-se de uma ação indenizatória  que foi ajuizada por Stanley Ramos de Assis, assistido por sua mãe Maria Lúcia Ferreira Bezerra, contra o Estado do Acre.

No dia 21 de janeiro de 1995, na maternidade do Hospital Geral de Cruzeiro do Sul, nasceram Stanley Ramos de Assis, em tese, filho de Ana Cláudia Ramos de Assis, bem como José Jobson Bezerra da Silva, filho de Maria Lúcia Ferreira Bezerra, sendo estes trocados no berçário.

Com o tempo a diferença física e aparente dos filhos trocados começou a gerar problemas e constrangimentos aos familiares. Realizado o DNA entre os suspeitos, envolvidos e familiares, deu no que deu: Confirmado a troca entre os filhos...

Ainda bem que foi em Cruzeiro do Sul, um ponto perdido na perdida Amazônia e não numa das metrópoles do sul ou do sudeste...

Somente após todo esse tempo é que os filhos tiverem contato com as suas verdadeiras mães, quando houve a “destroca”, ou seja, cada um deles passou a conviver com sua família de origem.

Ganhar R$1,00 ou hum milhão não importa e nem tem avaliação. O erro é irreparável.

Sem detalhes e minúcias os fatos são o bastante para mostrar que o país precisa de reformas.Inúmeras reformas. Não nos estádios de futebol. Mas precisa reformar o espírito de seus administradores, desde de Cruzeiro do Sul até Cruz Alta. Desde de Santarém até Ribeirão Preto...

Enfim, o Brasil tem tudo para dar certo, menos administradores.

Roberto J. Pugliese
pugliese@pugliesegomes.com.br
www.pugliesegomes.com.br
Autor de Terrenos de Marinha e Seus Acrescidos – Letras Jurídicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário