domingo, 5 de maio de 2013

carta aberta ao futuro prefeito de Cananéia -


CARTA ABERTA AO FUTURO PREFEITO DE CANANÉIA

 

Senhor Prefeito,

Vossa Excelência pela fé e voto do povo simples e ingênuo da bucólica Cananéia irá assumir o honroso posto de Chefe do Executivo da cidade  reconhecida como a mais antiga do Brasil.

Vossa Excelência irá para o posto de maior relevância do município cuja sede é na principal ilha do arquipélago, que por qualidades ímpares, tem como vocação natural de seu povo, o turismo, a agricultura e principalmente a pesca artesanal.

Vossa responsabilidade é muito grande.

No município são inúmeras as unidades de preservação ambiental, que a par de necessárias para a tutela do meio ambiente de interesse geral, não podem inibir o desenvolvimento econômico e social condenando  à pobreza de grande parte da população e a economia a estagnação.

São vários os pedidos judiciais para demolir construções tradicionais erguidas nas diversas ilhas do arquipélago. São imóveis situados nas zonas urbanas e rurais, com destinações econômicas diversificadas. São hotéis, indústrias, sítios, residências, comércios que estão sendo atingidos de forma estúpida e devem ser obstadas imediatamente.

Os pedidos partem de doutrinadores acadêmicos que ignoram a realidade e querem preservar o que já está consolidado a qualquer custo. Essas demolições não podem acontecer. É trágico.

Que situação delicada terá para resolver e com inteligência e habilidade terá de enfrentar. Não poderá recuar ou ignorar e tornar-se mais outro omisso na triste história dos últimos trinta anos.

Nas diversas comunidades espalhadas pela Ilha do Cardoso a Prefeitura nega alvará de funcionamento aos estabelecimentos comerciais. Não cobra imposto territorial ou predial, fechando olhos à realidade fática dos habitantes que exploram camping, pousadas e pequenos armazéns. O crime fazendário tem se perpetrado ao longo dos anos e não pode continuar. Os contribuintes não podem permanecer na informalidade como delinqüentes e o Poder Público não pode se omitir. Resolva definitivamente o que acontece, todo mundo vê, sabe e se aquieta.

A cidade com muito orgulho é considerada a Vila mais Antiga do país, disputando com São Vicente a primazia desse honroso título. Em pleno século XXI, situada no Estado mais rico e próspero da federação, não dispõe de biblioteca pública a altura de suas tantas e tantas tradições.

A cidade tem o perfume do mar e das doces brisas do Lagamar envolvidas pela riqueza de sua história. Não vá decepcionar e deixar tudo como está: Escolas sujas, caindo aos pedaços e fedidas... Bibliotecas escolares sem material, livros, funcionários habilitados e no evidente abandono... Museu mal administrado... Professores mal pagos.

A vila do Ariri, rica na história local e relevante em relação aos Estados de São Paulo e Paraná, não tem qualquer marco visível que possa fazer com que o público tenha acesso à cultura do povo e aos confins da sua tradição.

Em tempo de internet a cidade precisa se divulgar melhor. Bem melhor. Se divulgar para o Brasil e para o mundo, pois tem natureza, história, tradição, cultura e muito para expor. Só não está sabendo explorar esse modo inteligente de exposição mundial.

A Cananéia que o povo está buscando é a cidade de todos, onde sua juventude poderá encontrar o melhor futuro ao invés de estar, como se percebe, zanzando para lá e para cá sem o que fazer, o que produzir, o que estudar, como trabalhar, como crescer e caindo no vazio do não ter o que fazer e elucubrar-se nos caminhos do erro.

É visível esse desalento que desanima a juventude desesperançosa dos dias que virão e entedia os mais velhos estacionados sem perspectivas. O povo jovem tem partido, muitas vezes chorando e sabendo que não haverá volta, por falta de investimentos sérios e planejados. A velhice de Cananéia está esquecia. O velho cananeu está ultrajado em sua honra!

Cananéia precisa de museu que revele verdadeiramente o início do Brasil. Revele de forma organizada, limpa e didática a verdadeira história da cidade e do país. A história do Brasil começa em Cananéia e ninguém tem conhecimento desse patrimônio cultural que precisa ser divulgado. Prepare seu povo para explorar o conhecimento cultural.

Excelentíssimo Senhor Prefeito: Mude já a cidade, o povo e tudo que está a seu alcance.

O município precisa de festas que tragam pessoas interessadas no lazer, na cultura e no conhecimento. Que permaneçam hospedadas nas inúmeras pousadas e hotéis. Que naveguem e conheçam suas tantas e tantas praias perdidas e isoladas. Que recomendem e voltem. Crie eventos culturais. Copie e invente.

São tantas as ilhas e ilhotas que integram o município e se quer são lembradas. São reconhecidas por cientistas, estudiosos e pesquisadores e no silencio das autoridades, na falta de orientação e mínima divulgação, desconhecidas dos turistas que se decepcionam com o descaso e interesse na sua permanência, recomendação e retorno.

É preciso divulgar para o mundo que o jacaré de papo amarelo está vivo e preservado nos mangues dos incontáveis canais e braços de mar. Que o boto cinza é atração turística natural e com simpatia peculiar acompanha sempre embarcações que cruzam as baias, golfos e entrâncias das inúmeras ilhas que constituem o arquipélago. Que bandos de papagaios de cara roxas são algumas das espécies que só no Lagamar da Cananéia são encontradas e merecem ser apreciadas.

Ninguém tem conhecimento de tanta riqueza porque as autoridades públicas são omissas e nada divulgam. Cananéia é o grande espetáculo sem público porque as portas do teatro permanecem fechadas.

É preciso limpar a cidade. Organizar suas praças, jardins, calçadões, do centro histórico e dos bairros. Buscar recursos em Brasília, à disposição de cidades históricas, destinados à fundo perdido para enfeitar suas casas, prédios e todo o patrimônio tombado pelo Patrimonio Histórico do Estado de São Paulo.

Informe o Ministério da Cultura, requeira o tombamento nacional. Faça o mesmo junto a Unesco. Busque verbas que estão à disposição. Acorde esse povo zonzo pela indolência e incompetência de seus administradores.

São tantos os locais pitorescos que merecem ser visitados pelos que chegam à Cananéia: O Carijo, um reduto de pescadores não tem uma placa de sinalização turística. O mesmo ocorre no Porto de Cubatão, ao longo da estrada da Aroeira, na ponte General Euclides Figueiredo. A estrada do Ariri dispõe de inúmeras as cachoeiras ao longo de seus 60 Km., a vila dos mandiranos, a ostreicultura e outros atrativos... Falta informação.

A mata atlântica se quer é percebida. É preciso realçá-la para valorizar a beleza natural da serra em contraste com o mar.  Os manguezais são outras atrações.

Prefeito: De um banho na sede da prefeitura. Que vergonha o Paço Municipal. Limpe. Organize. Derrube os muros. Implante um projeto paisagísticos... Faça o mínimo que será muito. Invista no visual privilegiado que São João Baptista legou à terra da Caniné...

Que tristeza.

A cidade pequenina tem tudo para se alinhar e de modo elegante cativar curiosos. Tudo lhe é favorável. Nada acontece. De um banho de novidade na cidade, nos bairros, na zona rural. Faça com que o povo que V. Excelência irá cuidar, dirigir, administrar, liderar, levante a cabeça e se orgulhe de estar na cidade, ser ilhéu, ser descendente do enigmático Bacharel de Cananéia.

Organize o porto dos pescadores, o Mercado Municipal, o Morro de São João, o Mirante, a orla do rio Olaria...  Faça com que a população participe de sua administração e o ajude a levar a primeira vila do Brasil ao seu lugar verdadeiro.

A cidade é freqüentada por pessoas de classe, educadas, que são abastadas e relacionadas nas altas esferas do Estado e da União. Convoque-os, peça ajuda, faça lobby e valha-se dos interesses que se manifestam pelos capitães de industria que tem revelado carinho pelo município... Faça logo antes que se dispersem por tantos outros lugares que recebem bem seus admiradores.

Junte-se à ACIC, as entidades representativas de classe, de bairro, aos pescadores, aos ostreicultores... enfim a todos os segmentos e unidos façam impor o desejo de mudar, crescer, progredir dentro da sustentabilidade.

Mas atente-se, é muito importante: Vossa Excelência terá a obrigação de fazer com que as tradicionais ostras voltem a brilhar no cenário nacional.

As ostras de Cananéia constituem-se marca. É a marca da melhor ostra cultivada no país. É a marca tradicional. Conhecida e que está perdendo espaço para ostras importadas.

As ostras de Cananéia de cultivo natural e próprio do Lagamar que sempre se destacou e que pela omissão das lideranças locais está  perdendo espaço para ostras chilenas cultivadas na costa catarinense.

Cananéia, por Vosso intermédio, como líder, como chefe e homem de visão,  tem que ir ao Palácio dos Bandeirantes e pedir ajuda técnica e de ampla divulgação para que Cananéia, através de suas ostras, volte a ser conhecida como sendo o berço das melhores que o paladar refinado conheça.

Senhor Prefeito, Vosso trabalho será árduo. São muitos anos de estagnação. Arregace suas mangas e se jogue com amor à luta para que dias melhores alcancem o povo e a cidade.

Não se esqueça também de homenagear dignamente ilustres personagens da cidade, envolvidos na história do município, falecidos que não foram lembrados pelos edis e pelos prefeitos anteriores. Personagens que durante as suas vidas não mediram esforços para fazer de São João Baptista de Cananéia uma cidade melhor.

Lembre-se do prefeito Bernardo Baptista Paiva; do prefeito Maurício Xavier de Oliveira Rosa; do vigário João XXX; dos  vereadores Edgar Jacy Teixeira, Ernesto Matheus de Almeida, Otavio Baganha e Ruthe Costa; do líder Firmo Rodrigues, do Marujá; de Joseph Kovaciks o dedicado topógrafo; de João Rios o pitoresco comerciante; de Basílio Simões o enigmático político; de  gente que nasceu, viveu, adotou a cidade como seu lar e não merece ser esquecida... Mas estão.

Lembre-se da existência prédios e vias públicas que poderão ser nominadas gravando na memória pública para sempre o nome dessas ilustres pessoas que já não se encontram conosco e que a memória popular haverá de ignorá-los se o Poder Público não os assentar.

Enfim, o povo de Cananéia ao eleger V. Excelência, escolhendo-o entre os demais concorrentes a esse pleito disputado voto a voto, o tem como líder e administrador ideal para a cidade. Não decepcione mais uma vez essa população inocente e sofrida há séculos.

Senhor Prefeito, viva intensamente V. cobiçado cargo e cumpra a missão que lhe é dada.

Boa sorte !

Roberto J. Pugliese
vereador à Camara Municipal de Cananéia.-1983

Nenhum comentário:

Postar um comentário