domingo, 30 de março de 2014

Violencia Policial contumaz.


Invasão do Campus Universitário. –

 

 

Exatamente quando se completam 50 anos do golpe que sufocou a democracia no Brasil se presencia escalada inadmissível da violência policial.

 

A USP, a única universidade brasileira reconhecida como qualificada fora dos limites do país, de tempo em tempo é palco de violência pela policia contra grevistas, contra estudantes, contra professores, contra funcionários, enfim contra todos que reivindicam direitos, exercem cidadania ou simplesmente pensam e questionam...

 

Agora foi a vez da Universidade Federal de Santa Catarina. Policiais mascarados e outros sem identificação invadiram o campus da UFSC, numa ação desastrada, desproporcional e injustificada. Agrediram professores, estudantes e funcionários, no horário de saída do Colégio de Aplicação e das crianças do Núcleo de Desenvolvimento, lançando gás lacrimogêneo e de pimenta e balas de borracha para todo mundo. Vários feridos e 5 presos.

 

Nada justifica o descontrole policial e a violência.

 

Não podemos conviver com os desmandos e as arbitrariedades.

 

O Brasil vem construindo a democracia ao longo dos últimos anos com muita dificuldade, pois a história revela que ao longo de 514 anos de história, o país viveu mais tempo administrado por governos autoritários e apenas um curto tempo dentro de regime de liberdades.

 

O brasileiro ainda teme exercer a democracia. Teme ser cidadão.

 

É preciso punir os responsáveis pela violência. E os mascarados que não podem ser identificados, assim trajados por ordem do comando, deve ter seus comandantes, exemplarmente punidos. Só usa mascaras ou gorros, agentes públicos que estão cumprindo ordens para esse fim, motivo que os seus superiores devem ser punidos pela ordem imposta.

 

É preciso remover o entulho ditatorial que militarizou a polícia e criou a figura do “inimigo interno” que criminaliza os movimentos sociais e impede o exercício da cidadania.

 

O Expresso Vida deixa patente a todos seus ilustres leitores sua decepção em relação aos fatos ocorridos na UFSC recentemente e conclama justiça.
 
Roberto J. Pugliese
Membro da Academia Eldoradense de Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário