quinta-feira, 26 de junho de 2014

OAB comenta comportamento de magistrados.


Magistrados vaidosos.
OAB comenta.

 

O Expresso Vida traz o comentário da Ordem a respeito de comportamentos apresentados por alguns magistrados.

 


“O importante para o juiz é credibilidade, não popularidade”, diz OAB.


Para o presidente do Conselho Federal da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, os juízes devem ser pautados pela credibilidade, nunca pela popularidade. Defensor de uma magistratura independente e atuante, o dirigente da Ordem dos Advogados do Brasil afirmou que a edificação do Estado Democrático de Direito deve ser sempre o norte de advogados e de julgadores.

“O mais importante para o magistrado é a credibilidade e não a popularidade, que é passageira. Os juízes não devem se orientar pelas manchetes fáceis na primeira página dos jornais, mas pela edificação do Estado de Direito, no qual todos os cidadãos sejam tratados com igualdade na construção de nosso projeto de uma nação justa, solidária e fraterna”, diz Marcus Vinicius Furtado Coêlho.

O presidente da OAB Nacional lembrou ainda a importância da Constituição Federal na construção do “projeto de nação que queremos”. “A Constituição de 1988 é a responsável pelo período mais longo de estabilidade democrática de nossa história. Temos que entender que a Constituição deve ser aplicada e interpretada como um todo, não em pedaços. Ela prevê os princípios da administração pública, prevê a presunção da inocência e o direito à ampla defesa e ao devido processo legal”, afirmou.”

 

O Expresso Vida tem em conta que a fala do presidente nacional da OAB está coberta de razão. Vale refletir a respeito e analisar o comportamento de magistrados em todos os graus de jurisdições, nem sempre condizentes a nobreza do elevado cargo de julgar pessoas.

 

Roberto J. Pugliese
autor de Terrenos de Marinha e seus Acrescidos. Letras Jurídicas, 2008

 

( Fonte: Conselho Federal da OAB )

Nenhum comentário:

Postar um comentário