domingo, 7 de dezembro de 2014

Paraná em chamas: Pescadores vão à luta.


 
 
 
 
 
 
Ministério Público do Paraná com muito trabalho no litoral.

 

A Promotora de Justiça de Antonina, no litoral norte do Paraná, expediu recomendação para que a Prefeitura Municipal interdite 16 locais, pois estão sem as licenças de funcionamento.

 

Incluí Igreja, Supermercado e até um Sindicato as construções interditadas.

 

São imóveis que podem trazer problemas de segurança e suas atividades estão suspensas enquanto não expedidos os alvarás.

 

Também a mesma Promotora de Justiça denunciou o vereador de Guaraqueçaba por compra de votos. Oromar Rodrigues da Silva, presidente da Camara de Vereadores é acusado de corrupção.

 

Vale lembrar que durante as eleições o parlamentar chegou a ser detido por entregar vales refeições a eleitores no dia do primeiro turno das eleições de 2014.

 

O Expresso Vida aplaude a Promotora de Justiça e se recolhe envergonhado com tantas e tantas fraudes e corrupções que ocorrem pelo país à fora com políticos de todos os Partidos.

 

Lamentável.


Roberto J. Pugliese
presidente da Comissão de Direito Notarial e Registros Públicos da OAB-Sc

 

 

 

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário