domingo, 14 de dezembro de 2014

Vergonha Tupiniquim: exportar lições de tortura.


Brasil ensinou vizinhos a promoverem torturas.

 

Brasil exportou conhecimento ao Uruguai, Argentina e Chile.

 

O Expresso Vida traz a notícia lamentável e triste que o DOI de São Paulo ensinou técnicas de torturas à repressão política ditatorial dos vizinhos da América do Sul.

 

Vergonhosa a notícia.

 

Em "A Casa da Vovó", jornalista Marcelo Godoy expõe funcionamento do DOI-CODI a partir de dezenas de entrevistas com militares e documentos oficiais

Como parte da Operação Condor, aliança político-militar entre os governos ditatoriais da América do Sul nos anos 1970 e 1980, o regime militar brasileiro ofereceu treinamento de técnicas de tortura em presos políticos a agentes argentinos, chilenos e uruguaios. A informação é parte da pesquisa de dez anos do jornalista Marcelo Godoy, que lança nesta semana o livro A Casa da Vovó - Uma Biografia do DOI-Codi (1969-1991), o centro de sequestro, tortura e morte da ditadura militar (Alameda, 612 págs, R$ 69).

Quem quer conhecer a mais recente e verdadeira história do país deve ler esse trabalho muito bem elaborado que deve envergonhar aos brasileiros, às pessoas de bem e principalmente os homens de farda.

 

Roberto J. Pugliese
Autor de Terrenos de Marinha e seus Acrescidos, 2009 – Letras Jurídicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário