domingo, 7 de abril de 2019

15º Programa Expresso Vida - Rádio Transmar de Cananéia.





 

O Expresso Vida traz para seu público o programa nº 15 levado ao ar pela Rádio Comunitária Transmar de Cananéia e pela rede mundial de computadores.
Segue o texto.
 
 
" Programa nº15-
 
DISTINTOS OUVINTES, saúde, justiça e paz, eu sou Roberto José Pugliese, cidadão honorário de Cananéia, e o programa de hoje é dedicado a lembrança de Josef Kovaciks, conhecido agrimensor que desde que veio da Europa para o Brasil se instalou e residiu em Cananéia, sempre demonstrando sua amizade pelo povo caiçara e o amor pela cidade, e irá abordar a situação de abandono que se encontra a réplica do padrão de Martim Afonso de Souza na ponta de Itacurussá. 
O marco erguido na extremidade da orla do Itacurussá para quem não sabe é a réplica daquele trazido por Martim Afonso de Souza com a missão de extremar as terras portuguesas das espanholas. Para os geógrafos de sua esquadra, ali seria o lugar exato que atravessava a linha imaginária que dividia o novo mundo em duas posses: Uma do Reino de Castela e outra do Reino Lusitano. 
No início do século passado o marco foi retirado por técnicos do Instituto Histórico e Geográfico, com sede no Rio de Janeiro, então capital da República, e levado para lá. Em seu lugar foi erguida a réplica que se encontra ali mantida. 
Porém muito mal mantida. Está deteriorada pelo tempo e por ações de humanos desclassificados que, sem dar o devido valor ao marco histórico, a depredam. 
O marco se encontra bem maltratado. É uma referencia cultural que a municipalidade ignora. As autoridades, sejam da Secretaria de Educação ou de Cultura, sejam as autoridades do Turismo, enfim, os vereadores e mesmo os munícipes desprezam o marco histórico que, mais do que revelar a história do Brasil Colonia, de Portugal e de Espanha, pode e tem amplas condições de revelar ao mundo a cidade de Cananéia e com isso fomentar o turismo e a economia local.
 
 
 
 
 
 
O Expresso Vida lamenta profundamente a omissão das autoridades públicas responsáveis. E deixa o grito de alerta para que a população consciente e que igual a mim, quer o melhor para o município e sua população, pressione as autoridades para agirem em defesa do Padrão Portugues do Itacurussá. E mais: Explorarem de modo cultural e turístico o referido marco ali exposto. 
Lembrem-se: A crítica é dever da inteligência.
 Obrigado. "

Roberto J. Pugliese
editor
www.puglieseadvogados.com.br
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário