quinta-feira, 19 de julho de 2018

papagaio de cara roxa sobrevive

 Reserva Ambiental é criatório natural.

 
 
  
Censo Populacional do Papagaio-de-cara-roxa 2018, realizado em julho, registrou uma população de 9.112 aves. A contagem é feita anualmente pela Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) desde 2003, mas é a primeira desde que a espécie saiu da lista internacional de espécies ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), no final de 2017.
 
A espécie existe apenas em uma estreita faixa de planície entre o litoral do sul de São Paulo ao litoral do Paraná. A população paranaense representa 80% do total, onde foram registrados 7.366 papagaios. No litoral paulista vivem 1.746 aves. Os censos anuais do papagaio-de-cara-roxa mobilizam mais de 50 voluntários, entre estudantes, moradores locais e outras pessoas sensibilizadas com a causa, que se unem aos técnicos da SPVS durante a contagem.
O resultado é o segundo mais expressivo na história do projeto.
 
 “Quase metade da população total da espécie se concentra nas ilhas em frente à planície litorânea da região de Paranaguá e Pontal do Paraná, muito próximo da área que o Governo do Estado pretende transformar em um complexo portuário privado”, alerta Elenise Sipinski, coordenadora do Projeto de Conservação do Papagaio-de-cara-roxa.
 
Segundo Sipinski, a proteção das áreas de floresta nativa e a criação de novas Unidades de Conservação que conectem essas áreas são essenciais para a sobrevivência da espécie, devido ao seu comportamento. “Todos os dias, os papagaios-de-cara-roxa voam dos dormitórios coletivos situados nas ilhas para as planícies do continente em busca de alimento e voltam no fim da tarde para buscar abrigo”, explica. “Por isso, a construção de um porto em frente à Ilha do Mel e ao lado da Ilha Rasa e da Cotinga, onde vivem milhares de indivíduos, é uma ameaça à recuperação da espécie.”
No litoral de São Paulo, a maior ameaça encontrada  é o comércio ilegal dos filhotes da espécie, que são retirados dos ninhos antes que consigam alçar voo.

Em Cananéia, no extremo sul do litoral do Estado de São Paulo, nas proximidades do canal do Varadouro, no distrito do Ariri, o papagaio de cara roxa é encontrado.

Roberto J. Pugliese
editor
www.puglieseadvogados.com.br
Autor de Terrenos de Marinha e Seus Acrescidos, Letras Jurídicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário