domingo, 24 de julho de 2011

Estamos na série C - ( transcrito de A Noticia, de Joinville )

Estamos na Série C!, por Roberto J. Pugliese Jr.*
Enfim, estamos na Série C! Mas não foi nada fácil voltar. Após belíssima campanha do JEC na Série D do futebol brasileiro em 2010, faltou um gol contra o América de Manaus para conquistarmos a vaga em campo em 17 de outubro. A diretoria agiu rápido, acionou o competente Paulinho Hoffmann para que verificasse a condição dos jogadores do semiamador América e constatou que o atleta Amaral jogou a primeira partida sem qualquer registro e a segunda com contrato registrado fora do prazo de inscrição.

Como advogado responsável pela assessoria jurídica do JEC já há sete anos, esclareci sobre procedimentos, chances e riscos de interposição de medidas. O JEC tinha prazo e legitimidade para agir, e o STJD, a competência para apreciar o caso e eliminar o clube amazonense. Em algumas horas elaborei a comunicação à procuradoria requerendo a abertura de processo desportivo. A denúncia foi oferecida pela irregularidade comprovada. Com o apoio do estagiário Leonardo Roesler e a torcida de milhares de pessoas, partimos para o Rio de Janeiro. A primeira sessão de julgamento foi absurdamente interrompida por falta de resposta da CBF há um ofício do STJD. Voltamos para julgamento pela 4ª Comissão Disciplinar. A defesa do América alegou “falha no sistema da CBF”. Em sessão “dramática”, o empate em dois votos absolveu o América, com o relator afirmando que “as competições devem ser decididas em campo”.

Muitos torcedores e membros da imprensa deixaram de acreditar que teríamos êxito, afirmavam que a Justiça Desportiva não era confiável, que estava tudo armado, que o Joinville e sua assessoria jurídica não tinham competência nem força na CBF, que podíamos desistir e lutar pela Série D. Mas a diretoria confiou no trabalho e em minha experiência de mais de dez anos de estudos e atuação no direito desportivo e investiu o que foi necessário para o recurso ao pleno. Reforçados pelo advogado carioca Dr. Martinho Miranda, que nos deu apoio total no Rio, voltamos ao STJD e fomos surpreendidos por outro adiamento inexplicável. Não desistimos! Já era 9 de dezembro quando, por seis votos a um, foi provido o recurso do JEC e da procuradoria, e o América, condenado à perda de seis pontos e multa. Com justiça, a vaga na Série C de 2011 ficou com o Joinville. Agora, nos resta desejar boa sorte e apoiar o time na luta pelo acesso à Série B.

*Advogado desportivo, assessor jurídico do Joinville Esporte Clube

Nenhum comentário:

Postar um comentário