quinta-feira, 3 de julho de 2014

Acordo benificia mais de 400 famílias de pescadores !


Acordo gera 65 milhões de reais.

 

Acordo entre os pescadores do norte de Santa Catarina, a Norsul e a Acelor Mitral, multinacionais que se envolveram em acidente naval no litoral de São Francisco do Sul, causando dano ambiental de grande gravidade, gerou o maior acordo celebrado pela Justiça de Santa Catarina.

 


( pescador na baia de Trapandé )

 

- Estamos injetando 65 milhões de reais na economia catarinense.  Quando o governo federal ajuda o Estado em razão de calamidades ou obras, o dinheiro da União não chega a 5 milhões. E vem em parcelas. Esse acordo, está fazendo algo nunca visto por aqui, diz Roberto Pugliese, um dos advogados que representa os quase 3 mil pescadores artesanais.

 

( CERCO fIXO NO LAGAMAR )

 

O dinheiro virá da Inglaterra, pago pela seguradora.

 

O acordo judicial, já homologado pelo Tribunal de Justiça, permitirá que os pagamentos se iniciem ainda no mês de Julho, beneficiando cerca de aproximadamente 400 famílias de pescadores e maricultores da orla de São Francisco do Sul, Joinville, Garuva e Itapoá. Já foi determinada a remessa, restando apenas burocracias do fisco federal, banco central e outros entraves ordinários.

 

Pugliese e Gomes Advocacia há várias décadas trabalha com pescadores, maricultores, colônia de pescadores e outros grupos ligados ao mar. Já atuou em defesa de pescadores nas barrancas do rio Paraná e tem assessorado esses profissionais na região do Lagamar de Cananéia, na Ilha Comprida, em Paraty, na Ilha Grande, Antonina, Ilha do Mel, Governador Celso Ramos, entre outros pontos da costa.
 
- Anos atrás trabalhamos com a Pastoral da Pesca, da Diocese de Santos, e hoje assessoramos entre outros, associações de pescadores de Florianópolis e a Colônia z9 de Cananéia, completa Emerson Gomes outro advogado do mesmo escritório.
  

Roberto J. Pugliese

Nenhum comentário:

Postar um comentário