sábado, 4 de abril de 2015

Conceição de Itanhaém em festas.-


 

Parabéns Itanhaém.

Natural de Conceição de Itanhaém onde veio à luz em 14 de outubro de 1853, Benedicto Calixto de Jesus é considerado um intelectual adiante de seu tempo. Visionário das artes, das ciências e das letras, estima-se que tenha produzido 1.700 obras, das quais 700 foram catalogadas.

 

Autodidata com 8 anos elaborou seus primeiros traços. Adulto, residente em Santos, diante das dificuldades no início de sua vida, se obrigou a pintar muros, placas e paredes de propaganda para sobreviver. Em pouco tempo, reconhecido pela alta sociedade dedicou-se à pintura de paisagem nas mansões dos comerciantes e prédios públicos da cidade.
 
(O Poema - Benedicto Calixto de Jesus )
 

Sua habilidade levou a restaurar imagens sacras e pinturas em igrejas, com destaque para a matriz de Brotas e a Igreja de Santa Efigênia em São Paulo, sendo condecorado em 1924 com a Cruz de São Silvestre por  S.S. o Papa Pio XI, por incontáveis préstimos artísticos dedicados à Igreja Romana. 

Viaja para a Europa para estudar pintura e desenho em Paris, convivendo com artistas de renome e frequentando Acadèmie Julien, retornando 1884, voltando à Baixada Santista, na qual produziu incontáveis paisagens marinhas. Por encomenda do Museu Paulista pinta paisagens urbanas da capital. 

Calixto além de pintor destacado, com suas telas, painéis e obras bastante cobiçadas, foi professor, historiador e antropólogo, deixando acervo considerável nesses segmentos da criatividade. Exímio  conhecedor do litoral paulista, também elaborou cartas, mapas e ensaios científicos da costa e da cidade de Santos. Com sua pena registrou a história da Vila de Itanhaém e a das Capitanias de São Paulo, servindo de esteio para preservação de seu patrimônio  imaterial.

Com visão apurada, liderou intelectuais da Vila onde nascera, incentivando a criarem a Associação Cultural Gabinete de Leitura, cujas ações voltadas para as diversas expressões artísticas tornou-se marco para a intelectualidade praiana e alhures.Verdadeira academia literária anterior à de Machado Assis.





( Convento de Nossa Senhora da Conceição - Benedicto Calixto de Jesus )


Faleceu em 31 de maio de 1927 deixando legado considerável. Nesse período de festejos, quando a histórica Conceição de Itanhaém, a estância balneária que ao tempo da Condessa de Vimieiros tornou-se sede da Capitania e capital de imenso território, tecer considerações, mesmo apertadas, ao mais ilustre de seus filhos é expressar vivas e parabenizar a cidade e seu generoso povo caiçara. 

Aplaudir os 483 anos de fundação nesse 22 de Abril espelha a relevância cultural de Ita Nha Yem,a pedra que canta dos bugres, para com a mais autentica e verdadeira história de uma nação que teve seu início por lá.

Viva a aniversariante. 

Roberto J. Pugliese
Foi diretor da 83ª. Subsecção da OAB-SP por 10 anos.
Foi fundador do Lions Clube Itanhaém-Praia.
Membro da Academia Itanhaénse de Letras.
Foi assessor jurídico da Câmara Municipal da Estância Balneária de Itanhaém.
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário