sábado, 1 de fevereiro de 2014

Cinquenta anos de TV GLOBO: A tv da ditadura militar.


A democratização iniciou por São Paulo.

 

Como tudo que acontece no país, a redemocratização se deu com movimento encabeçado na capital paulista, através de sua elite intelectual, operária, religiosa, estudantil etc.
 
Em 25 de janeiro de 1984 o primeiro comício pelas Diretas-Já aconteceram na Praça da Sé, com a presença de mais de 300 mil pessoas, ocultadas pela TV GLOBO, comparsa dos militares, que apenas publicou tratar-se de movimento pelo aniversário de 430 anos da cidade.
 
A surpreendente mobilização deu a arrancada para a histórica campanha das Diretas-Já, deflagrando dezenas de protestos no país inteiro, e representou o início do fim da ditadura militar instalada com o golpe de 1964.
 
Este episódio marcante serviu para desmascarar ainda mais a poderosa emissora, que construiu o seu império graças às benesses dos generais golpistas.
 
E agora, passados tantos anos, quando no próximo dia 31 de Março os quartéis haverão de comemorar o quinquagésimo aniversário do golpe, é preciso lembrar que o ano que vem, a rede plim plim Globo de TV, com o apoio dos quartéis, dos ditadores e dos americanos, foi ao ar com a principal missão de transmitir a população brasileira a mentira de que a ditadura era necessária.
 
E até hoje, as Organizações Globo manipulam a opinião pública. E o governo democrático e popular atual se cala e se curva.
 
Lamentável.

 

Roberto J. Pugliese


Membro da Academia Eldoradense de Letras

Membro da Academia Itanhaense de Letras

Titular da Cadeira nº 35 – Academia São José de Letras

Nenhum comentário:

Postar um comentário