domingo, 17 de fevereiro de 2013

Um Papa Ficha Limpa !


Considerações sobre o Papa, o Papado e a Santa Igreja Católica Apostólica Romana.

 
Sua Santidade o Papa resolveu renunciar. Ato unilateral. Pessoal, próprio, jurídico de efeitos políticos. O  ato, uma vez celebrado nos termos da legislação cananonica, é irrevogável e irretratável. Por enquanto, ainda não houve o ato jurídico, apenas manifestação da vontade a ser firmada. A ser firmada.

 Uma vez concretizada a vontade de SS o Papa, o Vaticano, Estado Soberano encravado em Roma, na Itália, convocará os eleitores para eleição de novo sucessor do Excelso Trono de Pedro.

 Apenas os Cardeais, bispos condecorados com esse título, poderão votar. Apenas esses. O eleito poderá ser ou não membro do clero. Sim: Qualquer cristão poderá vir a ser escolhido e ocupar o trono na condição de pessoa infalível que representa a Igreja Católica, o Reino do Ceu e o Estado do Vaticano. Soberano com todas as letras.

 Quem é o escolhido? Quem será o eleito? O que os Católicos Apostólicos Romanos querem da Igreja e querem eleger como seu maior mandatário?

 A resposta é difícil de te-la à mão. Mas uma coisa é certa. A Igreja está em crise e precisa mudar. Reflita: o tema é sério e o mundo, além dos católicos e dos Cristães tem interesse na resposta.

 Eu, particularmente, escolheira Don Pedro Casaldaliga, o Bispo emértio que hoje se encontra em lugar incerto ou não sabido porque os latifundiários do Mato Grosso o juraram de morte e ele está protegido pelo Estado brasileiro.

 Votaria no Bispo, independente de origem ou nacionalidade, que seguisse a cartilha escrita por Jesus Cristo e que ao longo dos anos, foi mal interpretada pelos leitores e críticos do Evangelho.

 Se pudesse votar num suplente, meu voto seria para Leonardo Boff. Um padre arrependido, punido pelo atual demissionário, que abandonou a batina e passou a lecionar.

 São hipóteses que jamais serão concretizadas. A mídia mundial, controlada pelos donos da verdade, que escrevem e publicam apenas o que querem, vão organizar condições para que seja eleito um sucessor a altura do demissionário, braço direito do já finado e hoje beato João Paulo II. Vai colocar, se depender da mídia do capital, outro agente da CIA. Prestem atenção. Aguardem.

Jamais o Conclave, formado na grande e quase absoluta maioria por Cardeais nomeados ao longo dos últimos 20 anos, não votará em nenhum sucessor de Pedro simpático a Teologia da Libertação.

 Pedra no sapato do capital e assim da Santa Sé. Quem está no interior da América Latina ou é teólogo que defende a ecologia e a Libertação, copiando Jesus, combatendo o trabalho escravo, defendendo o progresso sustentável, quilombolas, indígenas e outros excluídos não pode assumir o trono de ouro que será herdado.Não se permite se quer a discussão do celibato e outras questões fechadas e decretadas impróprias pelo Vaticano.

 A realidade é hoje. Após tantos anos ter falecido SS Paulo VI, praticamente não há mais bispos e cardeais com sensibilidade suficiente para adotarem nas respectivas posturas a Teologia da Libertação. Assim, dificilmente  será eleito o meu candidato.

 - “Malditas sejam todas as cercas! Malditas todas as propriedades privadas que nos privam de viver e amar! Malditas sejam todas as leis amanhadas por umas poucas mãos para ampararem cercas e bois, fazerem a terra escrava e escravos os humanos.”

Pedro Casaldáliga, bispo emérito de São Félix do Araguaia e um dos maiores defensores dos direitos humanos no país, foi marcado para morrer (novamente) no final do ano passado. Aos 84 anos e doente, teve que deixar sua casa por conta das ameaças surgidas em decorrência do governo brasileiro, finalmente, ter começado a retirar os invasores da terra indígena Marãiwatsédé, Nordeste de Mato Grosso – ação que sempre foi defendida por ele.
Assim, diante da real verdade dos fatos, só resta a humanidade aguardar o desfecho. Esperar que a fumaça branca siga em direção aos céus com o nome do próximo Summo Pontífice. E que este seja mais liberal, voltado para interesses populares mundiais e progressista, de forma a abrir a Igreja para a sociedade. E seja verdadeiramente ficha limpa !

Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br
Autor de Direito das Coisas, Leud
Membro da Academia Itanhaense de Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário