domingo, 1 de setembro de 2013

OAB homenageia vítima da ditadura.

OAB recorda o trágico assassinato de Lydia Monteiro da Silva.

No último dia 27 de Agosto completou 33 anos que a secretária da presidência da OAB-RJ veio a falecer por ato espúrio de violência. O atentado, consumando-se através de uma carta bomba, vitimou a secretária da presidência que veio a falecer quase a seguir da explosão.
Em 1980, período em que o Brasil encaminhava sua saída de um dos momentos políticos mais conturbados, em que o autoritarismo e a violência insistiam em não dar o tão esperado espaço para a democracia, a OAB era uma das vozes na luta pela defesa do Estado Democrático de Direito.

O atentado, executado na forma de um envelope que chegara como correspondência destinada ao então presidente do Conselho Federal, Eduardo Seabra Fagundes, ocorreu justamente quando a Seccional de São Paulo e o presidente nacional da OAB, na qualidade de delegado do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, insistiam na identificação de agentes e ex-agentes dos serviços de segurança suspeitos do atentado sofrido pelo jurista Dalmo Dallari - seqüestrado e agredido em 02 de julho de 1980, em São Paulo - que terminou arquivado.
“A vida de dona Lyda, bem como a vida de milhares de brasileiros que morreram ou simplesmente ‘desapareceram’, não podem jamais ficar esquecidas. Devemos lembrar sempre que a democracia e a liberdade são conquistas que precisam da nossa constante vigília”, afirmou o presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho.

A mesa de dona Lyda, com as marcas deixadas pela bomba que levou sua vida, está exposta no Memorial da OAB, em Brasília. “Ela é o registro de um período do qual jamais podemos esquecer, para que nunca deixemos de lutar pela liberdade, pela paz e pela justiça, e, principalmente, para que ele nunca mais volte a fazer parte da nossa história”, salientou o presidente.
O Expresso Vida mais uma vez deixa patente seu repúdio aos anos da ditadura militar e assim também da ditadura de Vargas, períodos que atrazaram a nação e trouxeram medo e insegurança a todos os brasileiros.

Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br
Membro da Academia Eldoradense de Letras
Membro da Academia Itanhaense de Letras
Titular da Cadeira nº 35 – Academia São José de Letras

( fonte - OAB )

Nenhum comentário:

Postar um comentário