sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

liberdade de imprensa

O Brasil perdeu 41 postos na classificação anual da organização Repórteres Sem Fronteiras sobre liberdade de imprensa.

Agora, o país ocupa a posição número 99. A grande perda de posições se deve, essencialmente, à violência que a imprensa sofre na região Nordeste e na zona que faz fronteira com o Paraguai. A organização lembrou que três repórteres morreram no Brasil em 2011.

O país também é prejudicado pela corrupção local, a atividade do crime organizado e os atentados contra o meio ambiente, todos eles perigosos para os jornalistas.

Há dez dias, e entidade International News Safety Institute (insi) considerou o Brasil o oitavo país mais perigoso para o trabalho da imprensa.Segundo o instituto, o país só fica atrás de quadros graves de violência contra a imprensa, caso do México, com o agravamento da violência do tráfico de drogas, e de países em conflito no Oriente Médio. O ranking foi baseado no número de jornalistas assassinados no exercício da profissão.

Veja a lista divulgada pela entidade:
1. Finlândia
2. Noruega
3. Estônia
4. Holanda
5. Áustria
6. Islândia
7. Luxemburgo
8. Suiça
9. Cabo Verde
10. Canadá
....
99. Brasil
...
169. Myamar
170. Sudão
171. Iêmen
172. Vietnã
173. Bharein
174. China
175. Irã
176. Síria
177. Turcomenistão
178. Eritreia

Esse é o país da Copa e das Olimpíadas. É o pais da cidade que foi despejada: Pinheirinho, com 9 mil habitantes...

Roberto J. Pugliese
( fonte: O Globo )

Nenhum comentário:

Postar um comentário