sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

O Estado do Acre é o campeão de presidiários.

Acre e presidiários -


Em presídios de todo o país há retratos de barbárie, descaso e desumanidade.

Na última atualização de dados do Sistema de informações do DEPEN (Departamento Penitenciário Nacional), datada de junho de 2011, foram discriminadas as quantidades de presos em cada estado do Brasil, bem como o número de presos a cada 100 mil habitantes.

Com 3.941 presos e uma população de 732.793 habitantes, o estado do Acre foi o 21º colocado, em números absolutos, dentre os estados com maior número de presidiários no Brasil.

Considerado, no entanto, o índice de presos a cada 100 mil habitantes, o estado lidera como o mais encarcerador do país!

O Acre apresentou a taxa de 537,81 presos a cada 100 mil habitantes. A maior de todos os estados! Superior a estados como São Paulo (430,93), Mato Grosso do Sul (466,09) e Distrito Federal (382,76).

O último colocado foi o estado do Maranhão, que até de junho de 2011 contava com 6.367.138 habitantes e 5.473 presos, ou seja, um total de 85,96 presos a cada 100 mil habitantes. Logo depois, vêm Piauí (com 90,01 por 100 mil habitantes) e Bahia (com 94,27 presos a cada 100 mil habitantes).

Importante lembra que o sistema penitenciário mantinha mais de 21 mil presos irregulares.
Os números de presos não são baixos, e as prisões estão longe de trazerem a almejada ressocialização, sobretudo em nossa sociedade, onde as cobranças por mais punições e encarceramento são cada vez mais crescentes.

O populismo penal no Brasil é uma das causas da explosão carcerária.

No entanto, importante lembrar que no Brasil, sempre foi assim: Prende-se puta, pobre e preto... Político e colarinho branco está cada vez mais longe das grades.

A par dessa situação vemos que o Ministério Público e o Conselho Nacional de Justiça estão sendo alvos de críticas por atuarem na investigação de altas personalidades.

Roberto J. Pugliese

Nenhum comentário:

Postar um comentário