sábado, 21 de janeiro de 2012

Transatlanticos em Angra dos Reis - ( Diário do Vale )

Tatiane Rodrigues
Angra dos Reis

A temporada 2011/2012 de transatlânticos já começou no Brasil, e também em Angra dos Reis. A previsão é de que a economia local receba uma injeção de mais de R$ 1,5 milhão com as visitas. A abertura da agenda de paradas de navios na região teve início no dia 1º de novembro do ano passado e terminará somente no próximo dia 15 de abril, totalizando a presença de 67 transatlânticos no município, com 59 paradas na Vila do Abraão, na Ilha Grande, e oito no centro da cidade.

A novidade desta temporada é que só será permitida a parada de um transatlântico por vez, evitando assim, a massificação do turismo e um melhor ordenamento. Na agenda de paradas, só o primeiro navio, o Grand Mistral, trouxe 1.500 passageiros, que conheceram a Ilha Grande e fizeram compras.

A Fundação de Turismo de Angra dos Reis (TurisAngra) vem aproveitando estes momentos para realizar um receptivo com seus patrulheiros do turismo, promovendo a distribuição de folhetos com informações sobre os atrativos da cidade e as opções de lazer disponíveis.

Valores Altos

Segundo dados do Boletim Portuário do Estado do Rio de Janeiro, a taxa portuária de Angra dos Reis é classificada entre as cinco mais caras do país. Mesmo assim, os turistas não desanimam. Para a gerente de uma empresa de viagens especializada em cruzeiros marítimos, Luiza Beltrame, isso não incomoda os viajantes.

- Os respectivos valores das taxas Portuárias e de Serviços geralmente são indicados na tabela de tarifas entregue aos viajantes e deverão ser pagas no momento da contratação do cruzeiro marítimo, juntamente com o valor da cabine escolhida. E apesar do alto valor de cidades como Angra e Búzios, as pessoas não desanimam por conta disso. O que vale é o passeio - disse ela.
Atualmente, um cruzeiro custa em média de R$ 1.500 a R$ 3.000. Apesar do valor um pouco alto, até mesmo os integrantes da classe C do país já estão desfrutando desse luxo.
- Com maior poder de compra e planos de ampliar gastos em turismo e lazer, a população emergente virou a menina dos olhos das empresas que operam em viagens de cruzeiros marítimos, e, a cada grupo de dez passageiros que entram nos navios, quatro são do público de classe C. Esse impulso na demanda alavancou o setor - afirmou a gerente Luiza.

Mesmo com as altas tarifas em Angra dos Reis, o movimento tem sido intenso. Há duas semanas, 3.800 turistas chegaram à cidade a bordo dos navios Aida Cara, que parou em frente ao Centro da cidade, e no Costa Mágica, que ficou próximo à Vila do Abraão, na Ilha Grande. O primeiro trouxe 1.000 passageiros, e o segundo 2.800 - além das tripulações. Apesar do céu nublado e da chuva fraca, muitos aproveitaram a parada para conhecer a cidade.

Gastos de 250 reais

De acordo com dados fornecidos pela Estação Santa Luzia, 1.082 pessoas desembarcaram do Aida Cara entre as nove e as 14 horas. O número é maior que o de passageiros porque muitos tripulantes acabam vindo conhecer a cidade. Na Vila do Abraão, cerca de 2.400 visitantes - a maioria de argentinos - aproveitaram o dia para conhecer as belezas naturais da Ilha Grande.

Quem caminhava pelas ruas da cidade notava a presença dos turistas alemães. Alguns tiravam fotos em frente aos monumentos históricos, como as igrejas do Carmo e de Santa Luzia. Outros visitaram o comércio da cidade, onde aproveitaram para fazer compras.

Segundo a Fundação de Turismo, estima-se que cada turista deixe, em média, R$ 250 nas cidades por onde passa.
- Ter incluído Angra dos Reis no roteiro dos navios transatlânticos foi uma ação de suma importância para o turismo de nossa cidade. Sabemos que ainda temos muito o que melhorar principalmente na questão do atendimento aos estrangeiros, com atendentes bilíngues. Mas, à medida que as necessidades vão aparecendo, o comércio deve investir para atrair esse cliente especial - disse Daniel Santiago, presidente da TurisAngra.

Outro atrativo para os estrangeiros foi o passeio ciclístico pelo corredor turístico da Estrada do Contorno. Aproximadamente 50 alemães percorreram os 15 quilômetros que ligam o Centro da cidade ao bairro Enseada. De acordo com o responsável pelo passeio, Anthony Tomy, as belas paisagens do local são um atrativo para os turistas.

- Eles ficam impressionados com a beleza das praias e enseadas e aproveitam para tirar muitas fotos durante o percurso. O passeio é sempre bastante concorrido entre os passageiros do navio. Estamos pensando, inclusive, em aumentar o número de bicicletas - disse Anthony.

Um dos turistas alemão, Janson Torsten, disse ter ficado impressionado com o grande número de pessoas que encontrou nas ruas da cidade.
- Na Europa não vemos tantas pessoas nas ruas como em Angra. Quero voltar fora da alta temporada para poder conhecer melhor a cidade - disse Torsten.
Até abril estão previstas mais 38 paradas de transatlânticos em Angra, sendo 36 na Ilha Grande e duas no Centro da cidade. A próxima parada na Estação Santa Luzia está marcada para o dia 13 de fevereiro. A Vila do Abraão recebe mais navios ainda neste mês. As paradas acontecem nos dias 17, 19, 20, 26, 27 e 28.

( Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/15,51751,Angra-ter%E1-visita-de-67-transatl%E2nticos.html#ixzz1k89gQ8NP - Diário do Vale - Barra Mansa, Rj )

Nenhum comentário:

Postar um comentário