sábado, 17 de março de 2012

Ação contra militares que cometeram crimes nos anos de chumbo !!!

O Ministério Público Federal está intensificando esforços para a instalação de processos que levem à responsabilização de pessoas envolvidas com os chamados crimes permanentes - sequestro e ocultação de cadáver - praticados por agentes do Estado nos anos da ditadura militar.

Em São Paulo, procuradores federais estão prestes a ajuizar as primeiras ações nesses casos, mais conhecidos como "desaparecimentos". Eles defendem a ideia de que os possíveis autores de crimes permanentes não foram abrangidos pela Lei da Anistia, que cobre um período limitado de tempo, entre 1961 e 1979.

Iniciativa de procuradores surge em momento de embate entre Dilma e militaresOuvidos pelo Estado, militares da ativa e da reserva contestam a iniciativa e enxergam uma tentativa de desestabilizar a democracia

Os militares só falam em democracia quando sentem que haverá julgamento ( democrático e com direito a ampla defesa ) dos crimes que cometeram.

Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br

( colaboração Renap - Rede nacional de advogados populares )

Nenhum comentário:

Postar um comentário