sexta-feira, 30 de março de 2012

Conjunto indígena canta protesto !

Aldeia unida mostra a cara!

Clemerson, Kelvin, New e Charlie integram o Brô MC´s, um grupo formado por jovens
indígenas que cantam rap no português e em guarani, língua materna do povo
Guarani/Kaiowá. A inusitada mistura soa diferente aos ouvidos num primeiro
momento, mas é genuinamente brasileira e, como eles mesmos definem, uma
linguagem verdadeiramente brasileira.

Eles são da Reserva Indígena de Dourados e, como grupo, surgiram depois das
oficinas de hip hop ministradas nas aldeias pelo projeto Ponto de Cultura da
UFGD em parceria com o IDAC. Todos são estudantes do ensino médio e foi, na
própria escola, que conseguiram apoio e incentivo para iniciarem a trajetória.

O grupo já se apresentou no Rio de Janeiro, em Campo Grande – antes do show de
Milton Nascimento, por alguns municípios do interior do estado e pelas aldeias
de MS. Atualmente, já são oito canções próprias, as quais retratam as
problemáticas que envolvem os índios das aldeias de Dourados, como a questão do
meio ambiente, da violência, da pobreza, da falta de saneamento básico e do
preconceito.

Os ensaios acontecem na escola, onde também dançam e elaboram os arranjos das
músicas com base de teclado, incluindo batidas do maracá, do bumbo e o toque da
flauta, instrumentos essencialmente indígenas. O grupo só canta as músicas
próprias, que viram uma mescla inédita no país, do português com o guarani.


“Cantamos pra fazer a diferença”.
O Brô MC´s tem patrocínio da Central Única das Favelas (CUFA) de Dourados, que
possui projetos ligados ao break (dança), artesanato, esporte e MC´s nas
aldeias da cidade. A idéia é incentivar a comunidade e fazer com que o grupo
seja conhecido pelo mundo. “Porque índio é criticado. Então, queremos rodar o
mundo, mostrar que o índio é capaz”.


Interessante que o grupo está na receita social: O
grupo no Facebook:
Bro Mc Rap Indigena


Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br
( Fonte = jornalista Vitor Hugo da Silveira Noroefe )

Nenhum comentário:

Postar um comentário