domingo, 23 de março de 2014

Lions Clube Internacional. ( memórias nº 77)


 

Memórias nº 77

Lions Clube

 

Nello Pollastrine proprietário do tradicional hotel que tem o nome de sua família, erguido no final dos anos XXX de fronte ao rio Itanhaém, próximo a barra, fez o convite e Lourenço foi um dos fundadores do Lions Clube Itanhaém Praia.

 

Foram vinte e três associados, alguns oriundos do Clube Centro e outros novos, os quais foram instruídos pelo vocacionado dirigente e em 13 de Dezembro de 1984, uma segunda feira, em cerimônia festiva e solene, no salão social do Itanhaém Iate Clube foi instalado e  inaugurado o clube, sendo Lourenço seu primeiro secretário.

 

Tem consigo guardado cópia da Carta Constitutiva oficial.

 

Por obrigações profissionais em Cananéia, naquela noite não pode estar presente.

 

Quando mudou-se para Gurupi os companheiros Leões do único clube da cidade o receberam e assim também sua família com muito carinho, permitindo entrosamento social imediato.

 

Um clube bem maior que o Lions Praia, o de Gurupi tinham porte e condições melhores, com muitas atividades e muita gente importante e influente. A cidade bem mais rica também oferecia maiores condições para eventos.

 

Por ser presidente da OAB Lourenço não tinha obrigação de participar das atividades, pois levava o nome do Lions Clube Gurupi nas suas ações políticas e institucionais de dirigente da Ordem.

 

Em São Francisco do Sul também foi bem recebido pelos associados que o entrosaram na comunidade. Um clube velho e conservador, bem semelhante ao povo e a cidade. Um clube grande, com muitos sócios, bastante elitista e discricionário. No clube existiam, formavam-se e dissolviam-se inúmeros grupinhos, prejudicando o desenvolvimento social da entidade.

 

Interessante que em São Francisco do Sul o Lions moveu ação cautelar contra a Rádio São Francisco em razão de ofensas proferidas, a qual foi patrocinada por Lourenço, o único sócio  advogado e que se prontificou a prestar essa causa.

 

Em Itanhaém àquela época, o clube não tinha sede física. Reunia-se em restaurantes. Já Gurupi dispunha de sede própria e São Francisco do Sul ao longo do tempo construiu sua sede.

 

Lourenço é sócio foraneo com as regalias decorrentes da condição de ser associado há mais de vinte anos. Integra o Lions Clube Florianópolis Lagoa Hellen Keller, com apenas 18 sócios, a maioria com idade já avançada e poucas atividades.

 

Enfim, é para Lourenço motivo de orgulho integrar o Lions Clube Internacional há tantas e tantas décadas. Organização internacional de prestação de serviços desinteressadamente, com a participação da sociedade local e visando o estreitamento de laços de amizades. São anos colaborando para melhorar a qualidade de vida da sociedade onde vive.

Roberto J. Pugliese
titular da cadeira nº 38 da Academia São José de Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário