sábado, 31 de março de 2012

Policia Militar do Ceará também é truculenta !!!

VIOLENCIA POLICIAL –

Quanto
tempo vai durar a militarização da policia no Brasil. São relatos diários de
violações de direitos humanos em todos os pontos do país.

Relato resumidamente um ocorrido na
sexta-feira, dia 23 de março de 2012, cujas vitimas da policia são dois de meus
sobrinhos, 16 e 14 anos. Dois garotos, cujos rostos são ainda de crianças,
Matheus o mais velho e Miqueias o mais novo são filhos do meu irmão número 8.
Depois de muitos anos fazendo biscates em
Fortaleza meu irmão voltou às origens e encontra-se morando no assentamento Menino
Jesus de Praga lá em Chorozinho. O último trabalho informal de meu irmão foi
junto ao ramo de palhetes em Maracanaú, ao encerrar suas atividades fez um
acordo financeiro e deixou Matheus seu filho número 2 responsável por receber o
dinheiro.

Matheus fica a semana com a mãe, estuda e faz
bicos perto de sua casa, no ramo de palhetes, no Bairro Pedras, na empresa de
um senhor chamado “Tafarel”. Lá mesmo, nessa empresa o ex-patrão de meu irmão
passou a ir entregar o dinheiro. Na última sexta-feira, Matheus percebeu algo
diferente, enquanto recebia o dinheiro, dois trabalhadores da empresa do senhor
Tafarel o observa de longe. Matheus ficou quieto e momentos depois foi embora, era
sexta e logo mais, levaria o dinheiro ao pai, juntamente com seu irmão
Miqueias.

Matheus e Miqueias Chegaram a BR 116, próximo
ao Posto da SEFAZ-Secretaria da Fazenda e acerca de 500 metros de casa e
aguardavam a topique. Nesse momento o senhor Tafarel, desce de seu carro
berrando com os dois meninos, acusando-os de receberem dinheiro para arquitetar
sua morte.

Esse senhor se dirige ao Posto da SEFAZ e
volta com dois policiais, chamam uma viatura comandada pelo SARGENTO QUEIROZ DA
3ª COMPANHIA DO 6º BATALHÃO DE MARACANAÚ, O SARGENTO COMANDAVA UMA VTR NOS
BAIRROS PEDRAS E JABUTI. O sargento ordena que joguem os meninos dentro da
viatura, em vão os meninos dizem que são sobrinhos de um Capitão da Policia,
como resposta escutam: “Então, encontro com o Capitão na corregedoria!!!”
imploraram por uma ligação e recebem um tapa no rosto!!! Foram quase quatro
horas de violência psicológica e física, com cuidados para não sangrar!!! O
senhor Tafarel continua com suas ameaças. A tortura só terminou com a chegada
do delegado na delegacia de Itaitinga, o mesmo percebeu rapidamente que se
tratava de um “ENGANO” e mandou devolver os meninos a família. Os meninos
chegaram a casa da mãe subjugados e obrigados a permanecerem de mãos para trás,
o mais velho já com febre e a mãe ouvindo dos policiais entre outros insultos
que ela era uma irresponsável.

Ao Matheus e Miqueias peço desculpas em nome
de nossa família diante da impotência de protegê-los, peço desculpas por
ensinar a todos os sobrinhos a respeitar a policia através de seu tio Capitão
F. Holanda em seus quase 25 anos de policia, peço desculpas porque sou professora
e digo aos meus alunos que nossos direitos estão assegurados...

... Vai que a Policia é tua, Tafarel!!!

( texto da
professora doutora em Geografia, da Universidade Vale do Acaraú (UVA) e da
Universidade Estadual do Ceará (UECE), Virginia Holanda, que relata as
atrocidades da PM do Ceará contra seus dois sobrinhos.

Uma questão
de Direitos Humanos, que precisa ser devidamente apurada e os responsáveis
punidos.

Assim, solicito aos companhei@s a divulgação dos fatos e o pronunciamento, se
possível, contra essa arbitrariedade da polícia cearense.

Remetido por Vitor Hugo Noroefé, jornalista de
Fortaleza )

Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário