segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Obras federais e dependencia política de Santa Catarina.


SANTA CATARINA MENDIGA FAVORES DA UNIÃO.

Já seguem alguns anos que através de seus representantes o povo catarinense vem pleiteando ao governo federal que conclua a duplicação da rodovia Mario Covas, cadastrada no plano nacional de viação como BR 101.

Da mesma forma pleiteia a construção de anel rodoviário que nas imediações da entrada de Florianópolis, nas intersecções da BR 101 com a BR 282, de forma a desviar o transito que é intenso, facilitando para os que circulam pela região metropolitana e para os que do sul seguem para o norte e vice versa.

Igualmente pleiteia seja duplicada a rodovia que do Porto de São Francisco do Sul, segue para a divisa da Argentina, no trecho deste município até Jaraguá do Sul. E outras rodovias federais, que se encontram com transito muito intenso e exigem melhorias, inclusive duplicação, como ocorre com a rodovia que de Navegantes segue para Blumenau.

O Estado também reclama da União o repasse de maiores verbas para diversos segmentos de sua competência, como a educação fundamental e a saúde pública.

 

O povo catarinense é um povo pedinte. Não realiza, sempre na esperança que União promova... lamentável. Profundamente lamentável.

 

E com a centralização de poder e dinheiro nas mãos da União, Santa Catarina não acompanha o desenvolvimento social do Estado que ocorre a passos largos.

 

Creio que tenha chegado a hora de mudar.

 

Santa Catarina se não mudar a postura será o mesmo Estado federado medíocre, sem projeção econômica ou socil, com politiqueiros que lambem as mãos do poder, com pecha de incompetentes. Por mais que o povo do nordeste do Estado tenha a cabeça empinada, continuará humilhado, sem revelar a força que dispõe.

 

O povo é laborioso e competente. É gentil e receptivo. Só faltam políticos que transmitam a segurança bastante para que o povo mostre o potencial de realização.

 

Roberto J. Pugliese
www.pugliesegomes.com.br
presidente da Comissão de Direito Notarial e Registros Públicos –OAB-Sc
Membro da Academia Eldoradense de Letras
Membro da Academia Itanhaense de Letras
Titular da Cadeira nº 35 – Academia São José de Letras

Nenhum comentário:

Postar um comentário